Santa Teresinha - terça, 19 de junho de 2018

Vereadores de Santa Terezinha aprovam projeto do Assentamento Nego Fuba e denunciam perseguição por parte da prefeitura

21 de maio de 2018

O presidente da Câmara de Vereadores, Francisco Bezerra, abriu os trabalhos legislativos às 17h05 dessa quinta-feira, 17 de maio, da sessão ordinária. Ele apresentou votos de pesar à família de Fernando de Bagaroto, dona Palmira, Silon Noberto e à família do deputado Rômulo Gouveia; em seguida passou a palavra aos demais vereadores presentes.

O vereador Zé Nilton (PR), no uso da tribuna, falou sobre a Festa das Mães do Grupo de Idosos, que ocorreu na Secretaria de Assistência Social. Convidou os colegas e as pessoas presentes na sessão para participarem da Reinauguração do Estádio Municipal ‘O Gayosão’, no domingo (20), com torneio e entrega de dois veículos. Disse que vota em favor da aprovação do projeto de lei que autoriza a Prefeitura a fazer parceria com o INCRA – PB, no valor de R$ 608 mil em obras de infraestrutura no Assentamento Nego Fuba. Comentou que a prefeita Terezinha de Zé Afonso está lutando pela construção de um açude no Assentamento Aroeiras.

Na tribuna, o vereador Pedro Sopa (PSDB), falou sobre a Festa de Nossa Senhora de Fátima, realizada no sítio Lameirão, e convidou a todos para participarem da Festa de São José, no sítio Lajedo, no dia 26 de maio. Disse que também é a favor do projeto de lei que autoriza a Prefeitura a fazer parceria com o INCRA – PB. O vereador sugeriu que a mão de obra seja local para beneficiar os munícipes.

A vereadora Lidianny Medeiros (PSDB) lamentou que o Governo do Estado não tenha entregado nenhum ônibus escolar na atual gestão e disse que a frota atual está em situação crítica. Disse ainda que os pleitos na atual gestão não estão sendo atendidos devido à prefeita ser oposição ao Governo do Estado. Lamentou a situação da E.E.E.F.M. Professor João Norberto e parabenizou o trabalho do Secretário de Educação, que foi a Brasília e em contato com o deputado federal Benjamin Maranhão (MDB), e lá protocolaram três ônibus para o município. Pediu a união de todos para buscar os transportes escolares para os estudantes. Sobre o projeto de lei que autoriza a Prefeitura a fazer parceria com o INCRA – PB, ele disse que é a favor e falou que o grande beneficiado será o povo do assentamento. Convidou todos para a Reinauguração do Estádio Municipal ‘O Gayosão’, no domingo (20), com torneio e entrega de dois veículos.

Salomão Cordeiro (PP) se acostou aos votos de pesar. Classificou como um erro da gestão tirar os carros que transportavam os estudantes na zona rural. “Ônibus se estragam muito rodando nas estradas de barro, e o município não dá a manutenção aos veículos”, afirmou o vereador. Disse também que a gestão atual não fez nada nessa área. “Quem não fez nada até agora em transporte não tem condições morais para reclamar dos outros que fizeram muito. Não se faz política assim”, falou Cordeiro. Pontuou que não é função de vereadores cobrar do governador, mas sim do gestor, contudo a prefeita não pediu nada ao governador Ricardo Coutinho. Disse que criticar o govenador é uma injustiça, pois fez muito por Santa Terezinha, destacou algumas obras; doação de cinco ônibus, reconstrução do colégio Santa Terezinha e o sistema da adutora, que dará segurança hídrica de 15 anos ao município. Criticou a falta de hierarquia na educação, onde uma diretora se sobrepõe ao secretário.  “Dessa forma tá um samba do crioulo doido”.  Aconselhou a gestão a ouvir mais a gestão para assim, diminuir os erros. Por fim, disse que não é contra o projeto do Assentamento Nego Fuba, contudo o que questionou foi a forma que foi apresentado, pois a Associação tem prerrogativa de fechar diretamente o INCRA, segundo o vereador mostrou o projeto ao engenheiro e o profissional verificou muitos erros. Por fim solicitou que a gestão resolva a situação de 20 doentes de glaucoma que nem colírios têm.

Menon Ayres (PROS) saudou a todos. O problema da saúde aqui no município tá sério, diferente do slogan de campanha “a saúde voltará”, mas tá uma vergonha, a exemplo dos casos das pessoas que sofrem com glaucoma, houve sequer uma ligação para resolver a situação. “Teve um caso envolvendo duas pessoa, uma que uma votou nela, e outra não, pois bem, quem não voltou foi perseguida, quer exemplo maior que o da funcionária Geane Camboim que denunciou à imprensa que está sedo perseguida. Ela trabalhou 20 anos no CRAS, agora, porque ela fez algumas à gestão transferiu ela para trabalha a tarde, infelizmente afirmo é perseguição política”, garantiu o vereador. “Quando a denúncia é fraca sou contra, como fui quando o vereador Salomão fez sobre a farmácia básica, agora é verdade que o povo tem medo de denunciar da gestão, mas cobra nas calçadas e nas redes sociais dos vereadores”, completou. O assentamento Nego Fuba é quem deve ser o maior fiscalizador para que seja utilizado pelos menos 70% das verbas lá.

O vereador Edcarlos Soares (DEM), líder da prefeita, lamentou a burocracia que existe no país. Destacou o trabalho da prefeita Terezinha que tem conseguido grandes benefícios através do INCRA-PB, por intermédio do deputado federal Benjamin Maranhão (MDB) como: a perfuração de poços, o Fomento Mulher, Crédito Semiárido e o Sistema de Abastecimento de água encanada no Assentamento Nego Fuba que será concluído em breve. O parlamentar citou que a preocupação da gestão é trazer benefícios para o povo. Pediu que denunciassem os fatos, mas mostrassem também a solução. Destacou a importância da parceria público-privada, com a empresa Carreiro. A prefeita tem o objetivo de ajudar o município.

O presidente Francisco Bezerra (PSB), disse que estava feliz, pois a Casa do povo se encontrava cheia. Lembrou perda do seu amigo Fernando de Bagaroto, afirmou que toda família de Bagaroto é um exemplo para todos do município, pois venceram na vida por meio da educação. Disse que foi ao Ministério Público juntamente com Manassés e o assessor jurídico da Casa para rebater algumas declarações dadas pela assessoria da prefeitura; alguns pontos do Matadouro público, segundo a defesa da gestão que ia fazer melhorias no Matadouro, para ganhar tempo. “Contudo mostrei ao promotor que o problema vem desde julho de 2012, passando pelas gestões de Davi, Arimatéia e agora na de Terezinha. Frisei ao promotor que investir no local é desperdiçar recursos do município, haja vista que o Matadouro está dentro da cidade; o promotor concordou”, explicou o presidente. Ele garantiu que não vê por parte da gestão nenhum pedido oficial a algum político, deputado, senador, governador, para tentar resolver o problema.  Reforçou o pedido das pessoas que moram no setor de capoeira para construir de uma vez a passagem molhada na região, pois no inverso ficam ilhadas. Sobre o projeto do Assentamento Nego Fuba, o presidente falou que ninguém é contra, mas disse que o projeto precisa ser analisado. Reivindicou mais uma vez a reforma da Escola Estadual Professor João Norberto, disse que é aliado ao governador Ricardo Coutinho, mas ele está falhando nesse pleito. Por fim pediu ao líder da prefeita que consertem a iluminação do Ginásio, pois ele está quase às escuras. Citou a falta de interesse do secretário de saúde no caso das pessoas que sofrem com glaucoma, quase ninguém pode comprar os colírios. Apresentou um voto de repúdio à gestão pela perseguição à funcionária Geane, que sofre de depressão e não é brincadeira. Ele disse que espera da gestão uma sensibilidade neste caso.

 

Blog do Jordan Bezerra

 

Fotos da Matéria

Clique para ampliar
Clique para ampliar
Clique para ampliar
Clique para ampliar
Clique para ampliar
Clique para ampliar