Santa Teresinha - quinta, 24 de maio de 2018

Sessão da câmara municipal de Santa Terezinha tem bate-boca e confusão

07 de março de 2018

A sessão ordinária da câmara municipal de Santa Terezinha foi aberta pelo presidente, Francisco Bezerra (PSB), às 16h15min dessa sexta-feira (02). Todos os vereadores compareceram à reunião.

O vereador Zé Nilton (PR) falou da inauguração da reforma estrutural no sítio Várzea Redonda e da entrega de certificados às crianças na Fazenda Tamanduá do Curso de Montagem e Manutenção de Computadores.

Zé Nilton agradeceu ao deputado federal Wellington Roberto (PR) por destinar mais 200 mil reais para Santa Terezinha, sendo R$ 100 mil para custeio e R$ 100 mil para o Conselho Tutelar, destinado para a aquisição de um veículo e um kit com computadores, mesas e cadeiras. Por fim, relatou que os mata-burros estão em situação crítica e pediu à gestão que solucione o problema. Ele disse que diante das dificuldades financeiras, a prefeita está conseguindo administrar bem o município.

Vereadora Célia Nicacio (PSB) parabenizou a coragem do presidente da casa pela iniciativa em reformular o Regimento Interno e a Lei Orgânica do Município. Falou da importância da comissão, que haja apolítico e coloque-se uma linguagem mais acessível nas leis. Célia denunciou uma transferência de funcionário do município. Disse que é medida retrógrada e que não é aceitável. Cobrou o conserto do mata-burro da Urtiga, pois está intransitável.  Por fim, parabenizou as reformas das escolas da zona rural. Felicitou à primeira turma formada em Pedagogia de Santa Terezinha.

 O vereador Menon Ayres (PROS) criticou com veemência a declaração nas redes sociais do ex-vereador Jezualdo Dias.  “Ele é meu amigo, mas agora dizer que tudo está perfeito aqui é faltar com a verdade e puxar o saco da gestão. Pergunte ao povo se está tudo bem”, afirmou Ayres. Disse também que Jezualdo destratou a oposição toda.  Menon criticou o tratamento da enfermeira do PSF1, segundo ele. “Ela atende às pessoas como se fossem um leão com fome, toda brava destratando e humilhando o povo. A prefeita tem que tomar o feito à ordem".

Por fim, falou que vai saber por que a obra do Mercado de Artesanato está parada.  Lamentou que a gestora tivesse cortado a feira dos policiais e tirou a funcionária que limpava a delegacia. O prédio da delegacia está para cair, e a prefeitura não faz nada.

No 2º expediente respondeu à vereadora Lidianny, que tinha dito que Fátima, irmã dele, quis atrapalhar uma cirurgia conseguida por ela. Menon afirmou que enquanto a vereadora arruma duas cirurgias no mês, Fátima arruma 30, sem ganhar nada.

O parlamentar Salomão Cordeiro (PP) se acostou ao vereador Menon, quanto ao mal atendimento da enfermeira do PFS1, denunciando inclusive por uma correligionária da prefeita. "A prefeita deve tomar providências nesse caso". Disse que o ex-vereador Jezualdo Dias foi muito infeliz nas declarações em dizer que tudo está bem na gestão atual. “A gestão atual é uma cópia muito mal-feita da gestão anterior, pois quase todos os equipamentos da saúde foram conseguidos pelo ex-prefeito, Arimatéia Camboim”, garantiu Cordeiro. Lamentou o descaso da prefeitura com a delegacia, e o pior, disse que cortou a feira e a funcionária que limpava o prédio. Salomão criticou o pagamento da gratificação da funcionária Nenega Guedes, pois ela está exercendo outra função, que do ponto de vista da lei é ilegal. Afirmou que a prefeita estava com demagogia quando dizia que não iria cobrar combustível dos munícipes, segundo o vereador, pois comprovou o primeiro caso, que foi da viúva de Dedé de Galdino, que pagou 140 reais de combustível para a retroescavadeira fazer um serviço. 

Por fim, solicitou uma cópia do projeto de investimento do Assentamento Nego Fuba, pois até agora, segundo o superintende do INCRA, não existe projeto.

A vereadora Lidianny Medeiros (PSDB) agradeceu a Deus pelas fortes chuvas na região. Agradeceu ao médico Rui Pontes por atender aos seus pedidos. Disse ainda que conseguiu uma cirurgia em João Pessoa, mas a irmã de Menon, Fátima, quis atrapalhar.

Citou que a prefeitura está entre as cidades da região que menos gastou com combustíveis em 2017, de acordo com os dados do Tribunal de Contas do Estado. Segundo a parlamentar, comparando com o ano de  2016, a economia é de quase R$ 100 mil.

Parabenizou a prefeita Terezinha de Zé Afonso (PSDB) pelas reformas estruturais nas escolas do campo. Justificou sua ausência na inauguração. Destacou que o seu trabalho é para defender aos interesses do povo e buscar solucionar os problemas da população. Pediu união de todos pelo bem de Santa Terezinha. Falou do apoio da prefeita ao Grupo Constelação, que exibe a Paixão de Cristo, organizada pelo Instituto Padre Erivaldo Alves Ferreira.

O vereador Pedro Sopa (PSDB) falou sobre o cenário político nacional. Ele citou a existência de muitos políticos, mas disse que poucos trabalham para o povo.

Sugeriu à prefeitura colocar um ônibus para transportar os trabalhadores a Patos. Na justificativa o parlamentar disse que a maioria ganha pouco e não pode pagar passagem de ida e de vinda todos os dias. Afirmou que alguns municípios da região fazem iguais.

 Agradeceu pelas emendas destinadas a Santa Terezinha pelo deputado Wellington Roberto (PR), sendo R$ 100 mil para custeio da saúde e R$ 100 mil para a aquisição de um kit. Por fim, enfatizou que os políticos devem ser mais honestos e devem trabalhar para os mais humildes. Falou que vereadores e prefeito são empregados do povo e seu trabalho é obrigatório. Fez um pequeno desabafo, respondendo quem o chamou de 'vereadorzinho'. Disse que quando se olha no espelho ver um homem honesto, diferente de outros.

O presidente, Francisco Bezerra (PSB), agradeceu a Deus pelas chuvas na região, narrou a situação da barragem de Capoeira, que já tomou 2.60m em sua lâmina de água. O manancial hoje está com 8%. Lamentou a fala do amigo e ex-vereador Jezualdo Dias, que desqualificou toda a oposição em um áudio na internet.

Pediu que o líder da prefeita resolvesse a questão da iluminação pública no setor do campo de futebol e cemitério. Se acostou às criticas feitas à enfermeira do PSF1 por mal atendimento à população. Parabenizou a gestora pelas reformas nas escolas do campo e pediu que cuidassem das escolas dos sítios que estão desativadas​, aproveitando-as para outros fins.

Cobrou agilidade no conserto dos mata-burros, sobretudo para as Queimadas e Urtiga. Estranhou o corte da feira para os policiais, haja vista, que os ex- gestões nunca negaram.

Repudiou o tratamento dado ao senhor Deca Lolo, de 92 anos, pai do jornalista Marcos Oliveira, que precisou de uma injeção de 11h00 e foi atendido às 17h00.

Por fim, falou do projeto da Energia Eólica que vai passar pelo município, trazendo desenvolvimento e renda para Santa Terezinha.

O vereador Edcarlos Soares (DEM) disse que foram feitas reformas estruturais nas escolas da zona rural. Convidou os vereadores e a comunidade para participar destes momentos. Informou que a comunidade participou agradecendo e pedindo novos pleitos para o local. Citou a entrega de certificados do curso de Montagem e Manutenção de Computadores a crianças da Fazenda Tamanduá, destacando que em pleno século XXI crianças do campo estarem aprendendo e utilizando tecnologia, um incentivo da prefeitura.

Citou a entrega de mobiliário escolar nas referidas escolas, uma parceria com o Governo do Estado e citou também a parceria com o Governo Federal, através do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE).

Comentou sobre o trabalho de terraplanagem e retirada de entulhos das ruas, uma parceria da Prefeitura com o DER – PB. Lamentou que forças ocultas foram pedir para retirar as máquinas do DER da cidade, mas devido ao apoio do deputado estadual Antônio Mineral tudo foi resolvido. Pediu que deixassem as picuinhas políticas de lado e deixassem a prefeita trabalhar, porque os grandes beneficiados são o povo. Comunicou sobre a reposição de lâmpadas e o retorno da operação tapa-buracos nas ruas. Agradeceu as emendas parlamentares enviadas pelo deputado federal Wellington Roberto (PR).

Por fim houve um bate-boca entre os vereadores Lila Nascimento e Edcarlos Soares, devido à caçamba da prefeitura.

 

Blog do Jordan Bezerra