Santa Teresinha - quinta, 24 de maio de 2018

Câmara Municipal de Santa Terezinha retoma trabalhos legislativos

05 de fevereiro de 2018

A sessão ordinária que marcou o início dos trabalhos legislativos do 2º semestre foi aberta pelo presidente Francisco Bezerra, às 17h15min da tarde dessa quinta-feira (01). 

O Vereador Lila Nascimento (PSB) foi o primeiro a usar a tribuna. Lila pediu que a secretaria de transporte fizesse a revisão dos carros que transportam os estudantes, sobretudo os ônibus. Pediu que a prefeita ajudasse no combate à pobreza. Cobrou por dois carros que não estão na secretaria. Sumiram? Cadê?

Salomão Cordeiro (PP) apresentou voto de pesar pelas famílias que perderam seus entes queridos no período do recesso.  Lamentou o problema da iluminação pública no Assentamento Nego Fuba, pois o município arrecada 15 mil mensais, e não pode comprar 20 lâmpadas? Lembrou que o município está descumprindo as leis feitas por ele, que vai tomar providências.

Falou do cenário nacional, que Lula é perseguido pelos políticos, pela elite, por grande parte da mídia e até mesmo pela justiça. "Foi o presidente melhor para o Nordeste, ou seja, para os podres". Advertiu com preocupação da mudança da Creche para as margens da BR-361. Por fim, espera reconhecimento da gestão para os deputados que ajudam o município, no que tange os votos no pleito 2018.

Pedro Sopa (PSDB) agradeceu a Deus pela sua vida. Fez uma pequena análise da politica nacional e disse que a classe política anda com pouco crédito junto ao povo. Pedro declarou seu voto para o deputado federal Wellington Roberto (PR), disse que é um deputado que trabalha para o município. Por fim, disse que é um vereador do povo e não de prefeito. Apresentou um requerimento que transforma a escola José Justino de Almeida em posto medico, na Comunidade Lagedo, haja vista, que a escola está desativa há cinco anos.

Zé Nilton (PR) saudou a todos e se acostou  aos votos de pesar as famílias que perderam seus entes queridos no período do recesso. Disse que está

muito  preocupado com a questão da  barragem de Capoeira, sugeriu uma audiência pública para debater o tema.

Lidianny Oliveira (PSDB) disse que a prefeita trabalhou muito em 2017, e que 2018 vai fazer muito mais. Disse que achou interessante o pleito de Lila, quanto à revisão dos ônibus. Falou que Salomão só faz criticar e não ver os acertos da prefeita. Partilhou uma conquista pessoal com seus pares.

Menon Ayres (PROS) falou da violência, que voltou ao município no Alto da Rocinha. Disse que o problema de iluminação pública continua na cidade e nos sítios.  Pediu a gestão uma ajuda para as associações. Falou que o município gastou muito ano passado com corte de terras, que e só choveu dois meses. Lembrou que vai continuar criticando os erros da gestão mesmo que os "babões" não gostem.

O líder da prefeita Edcarlos Soares (DEM), disse que as escolas estão sendo todas reformadas e que lamentou que o ex-prefeito não fez nenhuma  em quatro anos de gestão, pelo contrário: “Comeu o dinheiro do Programa Direto na Escola” (PDE), afirmou Soares. Respondeu ao vereador Lila, que já foram revisados três ônibus e os demais serão daqui para o início das aulas no município. Garantiu que vai sair o fardamento dos garis. Por fim, disse que o vereador Salomão é muito contraditório.  

O presidente Francisco Bezerra saudou a todos. Lamentou as mortes de Juninho Só Madeira, Eliane e Guilherme no início de janeiro.  Fez um pequeno resumo dos trabalhos legislativos realizados em 2017, parabenizou seus pares e pediu empenho em 2018. Avisou a todos que está na pauta deste ano o estudo para renovação do Regimento Interno da Casa e Lei Orgânica do Município. Solicitou por meio de um requerimento da Secretaria de Obras, uma base para caixa d´água da Comunidade da Quixaba, pois os moradores estão sofrendo sem água, por falta de pressão.

Disse que o posto médico da Santana está desativado, mas não sabe o porquê. Cobrou o mata-burro que dá acesso a Quixaba. Por fim, falou do evento do dia 22 de dezembro, que resgatou 30 anos da história política de Santa Terezinha, homens e mulheres de bem que deixaram seus legados para nossa Terra. A história agora está completa.

O vereador Salomão, no segundo expediente, rebateu com veemência acusação feita por Edcarlos ao ex-prefeito Arimatéia Camboim, que tinha “comido” o dinheiro do PDE. Para ele, quem mais gastou em educação foi o ex-prefeito, que em duas escolas investiu mais de quinhentos mil reais (R$ 500,00). Edcarlos, porém ratificou a denúncia. Houve um princípio de discussão entre os dois parlamentares.

A vereadora Célia Nicacio (PSB) não fez o uso da tribuna, fez pequenas intervenções nas falas dos pares. Os requerimentos apresentados foram votados e aprovados. A próxima sessão será dia 16 de fevereiro.